Sociedade

Deixe os gatos em paz no Natal

As rotinas da casa mudam na altura das festas. A época pode tornar-se stressante para cães e gatos. Os felinos são os que mais sofrem.

A maior parte dos cães gosta do Natal, por ser uma época festiva, em que há mais gente disponível para lhes dar atenção. Por outro lado, os gatos podem ficar sob stress e comportarem-se de forma diferente. Ana Sousa, veterinária no Pet Hotel Gaia, em Vila Nova de Gaia, explica: “A montagem da árvore até é um estímulo positivo para os gatos, mas a maioria não gosta da véspera de Natal, por haver mais gente em casa e, consequentemente, mais barulho. Ficam stressados porque sentem que a rotina mudou”.

Na presença de pessoas a que não estão habituados, os felinos têm tendência para não comer e não beber, fugir e esconderem-se. A veterinária reconhece que “não é aconselhável forçá-los a ficarem junto da família para não os assustar e não os deixar ainda mais ansiosos. Como se trata de uma noite longa, deve-se preparar um local recatado para estarem à vontade”.

Pior do que forçar o gato a conviver, é colocar-lhes roupa e acessórios. “Os gatos não gostam de adereços. Ficam stressados e tentam fugir do colo, o que é sinal de que não estão bem.” Já alguns cães até acham piada a vestir uma camisola ou um chapéu de Pai Natal. “Se gostarem de conviver, até podem ficar contentes com a atenção que vão receber e por tirar fotografias. Não há problema em colocar-lhes roupa ou um acessório, desde que não sejam acessórios que os magoem, os ponham em perigo ou provoquem estrangulamento.”

close-up-photo-of-bull-dog-near-ornaments-1596578-1024x684 Deixe os gatos em paz no Natal

No caso de cães que estão habituados a andar pela casa, e nesse dia ficam confinados a um espaço, é normal que arranhem a porta, uivem, ladrem ou destruam alguma coisa para chamar a atenção. Nessa situação, de acordo com Ana Sousa, “o ideal é deixá-los conviver”. “Os que não gostam de estar em família devem ser deixados no seu canto, mas não deixa de ser importante que os donos tirem alguns momentos para lhes dar atenção”, lembra.

Depois das festas, os problemas gastrointestinais são frequentes em cães e gatos. Por norma, os patudos acabam por comer o que não devem e muitas vezes são obrigados a recorrer a consulta veterinária.

Origem
Noticias Magazine
Mostrar Mais

Artigos relacionados

Back to top button
Close