Mundo

Mãe apanha marido a violar a filha e mata-o com 185 facadas

Autoridades detiveram a mulher e outra filha do casal, que terá ajudado a mãe a matar o pai

Alberto Elvio Naiaretti foi morto com o número recorde de facadas. A mulher chegou a casa e encontrou-o a violar uma das filhas menores, pegou numa faca de cozinha e não hesitou em cravá-la no peito, costa e cabeça do marido, no sábado passado na Argentina, segundo o jornal argentino El Ancasti

Os resultados da autópsia revelaram que a faca da cozinha entrou 185 vezes na carne do homem, com um longo historial de assédio sexual e violência doméstica, sendo que quatro das quase 200 facadas foram mais profundas e uma delas terá sido a fatal.

A mulher, de 38 anos, depois de ter assassinado o marido esperou pelos serviços de emergência e confessou o que tinha feito, reforçando o porquê de o ter feito.

As autoridades detiveram a mulher e uma outra filha, de 18 anos, por suspeitas de ter ajudado a mãe a matar o pai.

O homem tinha cadastro e a mulher também já tinha apresentado queixas de violência doméstica contra o marido, que terão sido desvalorizadas pelas autoridades das Malvinas Argentinas.

Além do cadastro criminal, o histórico de Alberto Elvio Naiaretti na vizinhança também não era o melhor, era conhecido por assediar as mulheres e ser um vigarista.

As 185 facadas deste crime ultrapassam o número de golpes de arma branca de um dos crimes mais mediáticos da Argentina, quando duas irmãs mataram um padre, num alegado ritual satânico, com 120 facadas em 2000.

Origem
Jornal i
Mostrar Mais

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Verifique também

Close
Back to top button
Close