Desporto

FC Porto empata com Belenenses SAD e fica a quatro pontos do Benfica

Os 'dragões' estiveram a perder, empataram de grande penalidade ainda no primeiro tempo, de grande penalidade.

O FC Porto empatou a uma bola com o Belenenses SAD no Jamor, em jogo da 13.ª jornada da I liga e deixou fugir o Benfica na liderança. Os ‘dragões’ estiveram a perder, empataram ainda no primeiro tempo, de grande penalidade. No segundo tempo, apesar do pressing final, a equipa de Conceição foi incapaz de marcar um golo que lhes garantisse os três pontos. O FC Porto chega aos 32 pontos mas fica a quatro pontos do líder, Benfica.

Perante um adversário que tem colocado sempre muitas dificuldades aos ‘dragões’ em casa, Sérgio Conceição apresentou o seu melhor onze, fazendo apenas uma mexida em relação à equipa que venceu o Paços de Ferreira na jornada passada: saída do lesionado Aboubakar para a entrada de Zé Luís. Se tivermos em conta o jogo da quinta-feira com o Casa Pia, só sobrou Manafá, curiosamente, o único jogador a estar no onze nos últimos três jogos dos azuis-e-brancos.

Este jogo marcou o reencontro de Silvestre Varela com o FC Porto, a sua antiga equipa, clube onde venceu vários títulos. Também Licá e Nuno Coelho já jogaram no FC Porto. O técnico Pedro Ribeiro também esteve ligado ao FC Porto já que foi adjunto de Vítor Pereira nos ‘dragões’ entre 2011 e 2013.

Os muitos adeptos portistas que se deslocaram ao Jamor tiveram uma primeira parte muita animada, com dois golos, muita intervenção do VAR e o perigo junto das duas balizas. Os primeiros minutos foram do FC Porto, instalados no meio-campo contrário, a não deixar sair o Belenenses SAD para a o ataque. Mas a formação de Pedro Ribeiro não tinha pressa: sabia que, em alguns momentos, ia conseguir bater a linha defensiva do FC Porto e chegar à baliza de Marchesín.

E, a primeira saída, conseguiu marcar. Depois de um centro rasteiro na esquerda, Marcano cortou a bola para a entrada da área onde apareceu André Santos a rematar colocado, fazendo um grande golo. Os ‘dragões’ pediram mão de Show no início da jogada mas João Pinheiro, após conversa com o VAR, mandou seguir. Na segunda descida dos azuis que agora jogam no Jamor, quase que marcavam novamente. Valeu Marchesin a negar o golo a Licá, depois de um passe de Esgaio.

A sentir dificuldades para criar oportunidades de golo de bola corrida, os ‘dragões’ recorriam aos lances de bola parada onde são muito fortes. Aos 22 minutos, num livre estudado, Loum colocou a bola no fundo da baliza, assistido de cabeça por Danilo mas, após análise do VAR, o lance foi anulado por fora-de-jogo do internacional português.

O FC Porto apertava, tentava o empate mas quem podia ter marcado, mais uma vez, era o Belenenses SAD: aos 30 minutos, um passe de Nuno Coelho deixou Licá na cara de Marchesín mas o remate do português foi travado pelo guarda-redes argentino com uma grande defesa.

Não marcou Licá, marcou o FC Porto: falta de Esgaio na área sobre Corona, Alex Telles não tremeu e bateu Koffi, fazendo o empate.

Pressionado para vencer, Conceição fez duas mexidas aos 60 minutos, trocando o apagado Manafá por Nakajima, recuando Corona para lateral. Sérgio Oliveira ocupou o posto de Loum, ficando o FC Porto com mais soluções ofensivas. Mais tarde entrou Soares no posto de Marega.

O início do segundo tempo do Belenenses SAD foi melhor, a condicionar a saída do FC Porto e a conseguir ter bola para jogar. O meio-campo a três, com Show, André Santos e André Sousa, ajudados por Silvestre Varela e Licá, não deixa os ‘dragões’ sair para o ataque. Aos 58 minutos, um alívio da defensiva lisboeta apanhou Licá na área, isolado, mas o jogador dominou mal a bola e esta terminou nas mãos de Marchesín.

Com o FC Porto mais ofensivo, Pedro Ribeiro dotou a sua equipa de elementos mais defensivos, passou a jogar com três centrais e o Belenenses SAD deixou de sair em ataque.

No outro lado, Koffi ia segurando o empate. Amarrou bem um remate de Marega aos 68, desviou para o poste um livre de Sérgio Oliveia que levava ‘selo de golo’, travou um livre de Alex Telles aos 77 e defendeu com dificuldades um remate de Zé Luís aos 86. Aos 82 minutos, Nuno Coelho fez um corte fantástico sobre Otávio, num lance onde Marega atrapalhou-se a ele e a seu colega. Só dava FC Porto, que fazia tudo por tudo para chegar a vitória.

Já a acabar, o Belenenses SAD podia ter conseguido a vitória, depois de um mau alívio de Marchesín, mas faltaram pernas a Kikas para rematar para a baliza deserta.

Os ‘dragões’ interrompem assim uma série de cinco vitórias seguidas em todas as provas e estão mais longe do primeiro lugar, ocupado pelo Benfica, que lidera com mais quatro pontos que o FC Porto. O Belenenses SAD soma 15 pontos, no 12.º lugar.

Origem
Sapo24
Mostrar Mais

Artigos relacionados

Back to top button
Close