Desporto

Supertaça. Varandas denuncia agressão a diretor do Sporting por “15 cobardes selvagens”

No final do encontro entre o Benfica e o Sporting no Estádio Algarve, onde se disputou este domingo a Supertaça Cândido de Oliveira, Frederico Varandas denunciou uma agressão de 15 adeptos a um diretor do clube de Alvalade.

Entrevistado na zona mista, no final do dérbi desta Supertaça, Frederico Varandas denunciou uma agressão a um diretor do clube, que escusou nomear, por adeptos.

“Hoje um diretor do Sporting Clube de Portugal foi agredido por 15 cobardes selvagens que não podem estar no desporto. À saída, [este diretor] teve de receber assistência hospitalar. Tivemos aqui todas estas personalidades, Presidente, Primeiro-ministro, Secretário de Estado do Desporto, presidentes dos dois clubes, isto é que não pode acontecer outra vez. É uma vergonha há que ter coragem de banir estes selvagens todos”, disse Varandas.

Segundo o Observador, o diretor em causa será Miguel Albuquerque, diretor geral das modalidades do clube de Alvalade, que se terá cruzado com adeptos encarnados quando se dirigia para a sua viatura na zona VIP.

Questionado na zona mista sobre estas agressões, Luís Filipe Vieira, presidente do Benfica, disse desconhecer o caso, mas lamentou o sucedido.

“Desconheço isso e lamento bastante se isso for verdade. O nosso treinador e o do Sporting já deram uma resposta [de fair play] bastante grande. As duas equipas em campo souberam respeitar-se, a equipa de arbitragem também soube respeitar os jogadores, e eles a arbitragem, e acho que foi um espetáculo digno de muito fair play. E acho que as coisas têm de mudar também entre adeptos. Compete a todos nós, aos dirigentes, aos intervenientes nos espetáculos e a vocês todos também [jornalistas]”.

O Benfica venceu hoje pela oitava vez a Supertaça portuguesa de futebol, ao golear o Sporting por 5-0 no Estádio Algarve, conquistando o troféu inaugural na época 2019/20.

Os golos de Rafa, aos 40 minutos, Pizzi, aos 60 e 75, Grimaldo, aos 64, e Chiquinho, aos 90, permitiram à equipa treinada por Bruno Lage alcançar o triunfo mais volumoso sobre o rival lisboeta em 33 anos (reeditando o 5-0 de 1986) e igualar o número de títulos do Sporting, que terminou reduzido a 10 jogadores, devido à expulsão de Doumbia, aos 89.

O Benfica equilibrou também o histórico de confrontos com o Sporting em jogos da Supertaça, com dois triunfos para cada lado (as ‘águias’ impuseram-se em 1980 e 2019 e os ‘leões’ em 1987 e 2015), numa prova dominada pelo FC Porto, com 21 troféus, mais do que todas os outros vencedores juntos.

Origem
SAPO
Mostrar Mais

Artigos relacionados

Back to top button
Close