Mundo

Reino Unido: “Predador sexual em série” condenado a prisão perpétua por 159 crimes sexuais

Um homem indonésio de 36 anos foi esta segunda-feira condenado no Reino Unido a uma pena de prisão perpétua por 159 crimes sexuais, incluindo 136 violações.

Um tribunal de Manchester, norte de Inglaterra, condenou esta segunda-feira a prisão perpétua um homem, descrito nas alegações finais da juíza como “o violador mais prolífico da história jurídica britânica”, por crimes sexuais comprovados contra 48 homens.

Segundo as autoridades, as provas contra Reynhard Sinaga, de 36 anos, indicam que havia muitas mais vítimas, designadamente cerca de 195 homens que terão sido filmados enquanto eram abusados no seu apartamento.

Reynhard Sinaga “é um predador sexual em série cruel que atacou jovens que procuravam passar uma boa noite com amigos no centro da cidade”, referiu Goddard.

De acordo com a imprensa britânica, Reynhard Sinaga criava laços de amizade com jovens à saída de discotecas e bares, aproveitando-se do estado de embriaguez e oferecendo-lhes lugar para ficar no seu apartamento. Depois, o homem drogava e abusava sexualmente das vítimas, filmando os ataques.

As autoridades acreditam que verdadeiro número de vítimas de Sinaga pode ser superior e que nunca venha a ser conhecido.

Escreve ainda The Guardian que a maioria das vítimas não sabia dos crimes que sofreram até a polícia as contactar depois de as identificar nos vídeos.

Proveniente da Indonésia, em 2007, com um visto de estudante, Sinaga completou dois mestrados em Sociologia e Planeamento na Universidade de Manchester e estava a fazer um doutoramento na Universidade de Leeds, suspenso após a sua prisão em 2017.

Reynhard Sinaga foi detido em junho de 2017, depois de uma das vítimas ter recuperado consciência durante a violação e ter fugido e chamado a polícia.

Apesar de já se encontrar a cumprir pena de prisão, esta foi a primeira vez que o autor dos crimes foi identificado, depois de terem sido levantadas algumas restrições à imprensa durante uma audiência no tribunal de Manchester.

Origem
Sapo24
Mostrar Mais

Artigos relacionados

Back to top button
Close