Nacional

Operação Marquês. Ricardo Salgado diz “nunca” ter corrompido ninguém

À saída do tribunal, o ex-bancário declarou não ter sido questionado sobre os alegados pagamentos a Carlos Santos Silva durante a audiência.

Ricardo Salgado já abandonou o Tribunal Central de Instrução Criminal em Lisboa e declarou à saída “nunca” ter corrompido ninguém e que, em nenhum momento da audiência, o juiz Ivo Rosa não o questionou sobre os alegados pagamentos a Carlos Santos Silva.

“Fui chamado para falar sobre um assunto em específico e foi isso sobre o que falei. Não falei de inocência nem que nada fiz. O que eu posso garantir, e já disse isso várias vezes, sempre que me falaram que andei a corromper este ou aquele, é que eu nunca na minha vida corrompi ninguém”, declarou um dos principais arguidos da Operação Marquês, citando o Notícias ao Minuto.

O antigo bancário foi questionado durante a audiência sobre o alegado contrato assinado entre a Zeinal Bava, na altura um dos líderes da Portugal Telecom (PT), e o ex-presidente do BES, que também é um dos arguidos no processo.

Sobre os pagamentos que, alegadamente, foram feitos a Carlos Santos Silva, Ricardo Salgado garante que nunca foi colocada nenhuma questão sobre esse assunto e que “esse nome nem teve em cima da mesa”. 

Ricardo Salgado foi acusado da prática dos crimes de corrupção ativa de titular de cargo político, corrupção ativa, branqueamento de capitais, abuso de confiança, falsificação de documento e fraude fiscal qualificada.

A Operação Marquês conta com 28 arguidos – 19 pessoas e nove empresas – acusados de realizarem centenas de crimes económicos. 

Origem
Jornal i
Mostrar Mais

Artigos relacionados

Back to top button
Close