Política

Ministra da Justiça ataca André Ventura por “discurso xenófobo”

“Como se esta não fosse a terra da deputada Joacine Katar Moreira, que foi eleita pelo povo português para o Parlamento Português", declarou Van Dunem.

A ministra da Justiça, Francisca Van Dunem, condenou, esta quarta-feira, as declarações de André Ventura, que sugeriu, na terça-feira, que Joacine Katar Moreira fosse “devolvida ao seu país de origem”.

Francisca Van Dunem, sem referir o nome do deputado único do Chega, criticou o discurso que apelidou de “xenófobo”.

“Deixo aqui uma nota de condenação para o discurso xenófobo que começou a invadir os nossos espaços institucionais e que chegou ao Parlamento”, afirmou a ministra, dizendo que se referia à declaração que “atingiu” a deputada Joacine Katar Moreira, convidada a ir para a sua terra. “Como se esta não fosse a terra da deputada Joacine Katar Moreira, que foi eleita pelo povo português para o Parlamento Português”, sublinhou.

Recorde-se que as palavras do deputado do Chega foram publicadas nas redes sociais, na sequência da proposta, apresentada por Joacine, para Portugal devolver o património das ex-colónias, no âmbito de uma “estratégia nacional para a descolonização do conhecimento”.

A reação de Ventura não se fez esperar: “Proponho que a própria deputada Joacine seja devolvida ao seu país de origem. Seria muito mais tranquilo para todos… inclusivamente para o seu partido! Mas sobretudo para Portugal!”, lê-se no post, que deu origem à polémica do momento.

Origem
Sol
Mostrar Mais

Artigos relacionados

Back to top button
Close