Tecnologia

E-mail, a forma de comunicar que mudou o mundo

O correio eletrónico (e-mail) acabou com metade do correio tradicional, eliminou o fax e mudou a maneira de comunicar no mundo. Quase 50 anos depois, enfrenta as mensagens ‘online’ das redes sociais.

Evoluindo em paralelo com a Internet, o e-mail é hoje uma ferramenta essencial e são enviadas a cada minuto quase 200 milhões de mensagens eletrónicas, parte delas importantes.

Em Portugal foi, por exemplo, responsável pela queda para metade do volume de correio tradicional.

Segundo dados fornecidos à Agência Lusa por fonte oficial dos CTT, o volume de correio caiu para metade desde 2001. Nessa altura o volume atingia 1,4 milhões de objetos de correio endereçado, que passaram a 0,7 milhões no ano passado.

“O volume de correio tem vindo por isso a cair, fruto da digitalização e do crescimento do comércio eletrónico”, disse a fonte à Lusa, acrescentando que em compensação o volume de encomendas e pacotes tem vindo a aumentar. No ano passado o volume de encomendas e pacotes com origem no ‘e-commerce’ (comércio eletrónico) cresceu 18%. E cresce a cada trimestre.

Uma parte importante do correio tradicional que está a ser suprimida é a do correio comercial, como as faturas de serviços públicos e outros, substituídas por faturas eletrónicas.

Exemplo disso é a EDP Comercial, de acordo com dados oficiais fornecidos à Lusa. Há 10 anos, em janeiro de 2009, a empresa introduziu a hipótese de os clientes receberem faturas por via eletrónica, tendo enviado nesse ano 300 mil documentos através de e-mail. Uma década depois a empresa envia eletronicamente cerca de 20 milhões de documentos por ano, dos quais 17 milhões são faturas.

Estes números demonstram, segundo fonte oficial, que 40% das comunicações com clientes são feitas em formato digital.

E diz ainda a mesma fonte que, com a aposta no e-mail, foram poupadas, só nos últimos três anos (desde janeiro de 2017), mais de 78 milhões de folhas de papel A4.

“Este investimento da EDP na digitalização não se aplica apenas a Portugal: também as empresas no Brasil e em Espanha têm reduzido o volume de faturas ao cliente emitidas em papel. Entre 2015 e 2018, em Espanha, o número de faturas eletrónicas aumentou de 27% para 38% , e no Brasil, disparou de 1% para 38% no mesmo período de tempo”, disse a fonte oficial.

Se ao e-mail se juntar o uso do envio de SMS (mensagens) a clientes em vez de cartas, a redução no consumo de papel é ainda maior, ao qual se pode acrescentar ainda outra medida no mesmo sentido: desde 2007 que a EDP passou a disponibilizar por e-mail o recibo de vencimento dos trabalhadores. Só no último ano poupou em cada mês 10 mil folhas de papel e 7.000 envelopes.

A Lusa pediu dados sobre a redução do envio de cartas tradicionais aos clientes por parte de outras entidades, a EPAL (água) e as três operadoras de telefone móvel, mas nenhuma disponibilizou informação, por e-mail, em tempo útil.

Poderão ser números reveladores da penetração do e-mail mas nada comparados com os números globais que as páginas especializadas debitam sobre o envio de “emails”.

Segundo esses números (aproximados) haverá mais de três mil milhões de contas de e-mail, apesar das alternativas de comunicação que existem hoje.

Números de 2017 indicam que em cada dia foram enviados e recebidos 269 mil milhões de e-mails, qualquer coisa como 186 milhões de “emails” por minuto.

O portal de estatísticas Statista indica que esse valor subiu este ano para 293,6 mil milhões e que em 2021 os e-mails diários devem chegar aos 320 mil milhões, e aos 347,3 mil milhões em 2023.

Estatísticas consultadas também pela Lusa indicam que um funcionário de escritório recebe em média entre 120 e 200 e-mails por dia e que passa mais de duas horas às voltas com essas mensagens.

Metade delas é correio não solicitado e algumas até podem conter vírus. Ainda assim, contas feitas, a verdade é que mundo até podia viver sem e-mail, mas não seria a mesma coisa.

(Notícia corrigida às 17h52 – Faz hoje 50 anos que foi enviada a primeira mensagem entre dois computadores separados fisicamente; no entanto, o e-mail só foi inventado dois anos mais tarde, em 1971)

Origem
Sapo24
Mostrar Mais

Artigos relacionados

Back to top button
Close