Tecnologia

Menos consolas do que o previsto: Sony mantém data da PS5 e pode custar entre 449-549 euros

A fabricante continua a lutar contra o custo elevado dos componentes, o que pode refletir-se no preço final da consola. O melhor cenário será de 449 euros, a perder dinheiro. Fabrico deverá rondar os 499 euros.

Apesar do isolamento da pandemia da COVID-19 continuar a condicionar as empresas e as fabricantes tecnológicas, a Sony continua a perseguir a data de lançamento da PS5 no próximo Natal. As preocupações prendem-se com os resultados do seu último trimestre fiscal do ano, que acaba em final de março, e por isso pretende vender a sua consola na época natalícia e nos meses seguintes.

Porém, deverá fabricar menos unidades do que esperava inicialmente, segundo os especialistas da Bloomberg. Olhando para o lançamento da PS4, a Sony vendeu 7,5 milhões de unidades nos seus dois trimestres iniciais (a partir de novembro de 2013), mas até ao fim de março de 2021 a fabricante deverá colocar nas prateleiras entre 5 a 6 milhões de consolas.

O motivo dessa limitação prende-se sobretudo ao elevado custo dos componentes da consola, o que irá necessariamente levar a um aumento do preço da consola. A PlayStation 5 deverá ser adquirida, muito provavelmente, pelos chamados early adopters, aqueles utilizadores que querem experimentar em primeira-mão as novidades do mercado. O assunto é privado, no seio da empresa, mas a Bloomberg falou com pessoas ligadas à cadeia de fornecimento, que foram avisadas deste plano da empresa japonesa.

Origem
Sapo TEK
Mostrar Mais

Artigos relacionados

Back to top button
Close