Sociedade

A cada oito segundos morre uma pessoa com diabetes. Conheça os sintomas de uma doença que afeta 13% dos portugueses

Oito segundos é a velocidade da diabetes a ceifar vidas, embora mais de metade dos casos tipo 2 pudessem ser travados com prevenção adequada. Hoje é o Dia Mundial da Diabetes.

Em Portugal estima-se que a diabetes afete 13,3% da população com idades entre os 20-79 anos, das quais 44% desconhecem ter a doença. Diariamente são diagnosticados com diabetes em Portugal cerca de 200 novos doentes. Estima-se que a diabetes afete mais de um milhão de portugueses enquanto a “pré-diabetes” afetará cerca de 2 milhões.

“A diabetes é a principal causa de cegueira, amputação, doença cardiovascular, insuficiência renal e mortalidade precoce. Contudo, há hábitos simples que ajudam a reduzir o risco de desenvolver a doença. Sabemos que mais de 50% dos casos de diabetes tipo 2 são preveníveis, queremos promover o papel das famílias na gestão e educação terapêutica da diabetes”, alerta o médico José Manuel Boavida, endocrinologista e presidente da Associação Protetora dos Diabéticos de Portugal (APDP).

O relatório da Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Económico (OCDE) sobre saúde indicou Portugal como o país da Europa com a mais alta taxa de prevalência da doença. O seu tratamento e o das suas complicações representam cerca de 10% da despesa em saúde o que corresponde a cerca de 1% do PIB nacional.

PORTUGAL É O PAÍS DA UNIÃO EUROPEIA QUE TEM MAIS PESSOAS COM DIABETES

A Associação Protetora dos Diabéticos de Portugal (APDP), em conjunto com a International Diabetes Federation (IDF), alerta para o impacto da diabetes nas famílias, com a campanha de sensibilização “Diabetes: Proteja a sua família”, lançada a propósito do Dia Mundial da Diabetes, que se assinala a 14 de novembro.

Entre as mudanças no estilo de vida que se podem adotar, a APDP e a IDF ressalvam que a redução do risco começa em casa, com uma alimentação saudável, a promoção da prática de exercício físico e um ambiente familiar saudável. Sempre que há um caso de diabetes na família todo o núcleo familiar deve conhecer os riscos e sinais a que se deve estar atento.

“A cada 8 segundos a diabetes mata uma pessoa no mundo. E Portugal é o país da União Europeia que tem mais pessoas com diabetes. Mais de um milhão de portugueses tem diabetes, um número que sobe para um milhão e 300 mil pessoas, quase 14% da população, quando se soma o número de pessoas por diagnosticar. É urgente mudar este paradigma”, acrescenta o endocrinologista.

Uma em cada duas pessoas com diabetes ainda não tem um diagnóstico, apesar de o diagnóstico precoce ser um dos principais fatores que permite prevenir ou adiar complicações que se podem revelar fatais.

“Esta campanha internacional é um alerta para recordar que as famílias têm um papel ativo a desempenhar na prevenção e gestão da diabetes e que os profissionais de saúde devem ter acesso a informação e ferramentas para ajudar os doentes e as suas famílias”, conclui José Manuel Boavida.

A APDP organiza no dia 14 de novembro uma sessão na Sala do Arquivo dos Paços do Concelho, com o apoio do Departamento dos Direitos Sociais da Câmara Municipal de Lisboa, a partir das 18h00. O foco deste encontro será “Diabetes e Família” e nesta sessão decorre também a peça “Quando o telefone toca”, protagonizada pelo Grupo de Teatro da APDP.

Quais os sinais e sintomas?

Diabetes tipo 1:

– Sede anormal e boca seca

– Urinar frequentemente

– Urinar na cama

– Perda de energia e fadiga extrema

– Fome constante

– Perda de peso repentina

– Visão desfocada

Diabetes tipo 2

– Urinar excessivamente

– Sede excessiva

– Fome extrema

– Visão desfocada

– Perda de energia e fadiga extrema

– Dormência e formigueiro nas mãos e pés

– Cicatrização lenta de feridas e infeções recorrentes

Muitas pessoas com diabetes tipo 2 permanecem desinformadas quanto à sua condição durante muito tempo, porque os sintomas não são tão evidentes quanto os da diabetes tipo 1, podendo levar anos até ao diagnóstico.

Origem
Sapo24
Mostrar Mais

Artigos relacionados

Back to top button
Close