Sociedade

Nova infeção mortal deixa Portugal em alerta

Candida auris atinge a corrente sanguínea e mata até 72% dos doentes. Hospitais estão preparados e à espera do fungo

Não se sabe como apareceu mas veio para ficar. Este mês, as autoridades mundiais de saúde reforçaram o aviso para a disseminação do novo superorganismo Candida auris, que mata até 72% dos doentes em apenas um mês. Portugal está em alerta e vários casos suspeitos foram já analisados. Até agora, todos os resultados foram negativos, mas o fungo é esperado a qualquer momento.

O microrganismo é da família da comum candida, que está por exemplo na origem de uma infeção ginecológica, mas é resistente à grande maioria das armas terapêuticas. Quando infeta tende a ganhar. A infeção espalha-se pelo sangue e os tratamentos disponíveis falham. O fármaco mais utilizado (fluconazol) nada faz e quase metade das estirpes do fungo atualmente a circular também é já capaz de resistir a duas ou mais classes de antifúngicos.

Para continuar a ler o artigo, clique AQUI

(acesso gratuito: basta usar o código que está na capa da revista E do Expresso. Pode usar a app do Expresso – iOS e Android – para descarregar as edições para leitura offline)

Mostrar Mais

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Back to top button
Close