Tecnologia

HUUB, a startup portuguesa que quer investir dois milhões de euros para se tornar na Amazon do mundo da moda

Focada nas cadeias de abastecimento para a indústria da moda, a HUUB, sediada na Maia, vai investir até 2020 em contratações, desenvolvimento tecnológico e reforço de parcerias para escalar a sua plataforma.

Com um percurso iniciado em 2015, a HUUB tomou a indústria de assalto com um modelo de negócio baseado numa plataforma que garante um serviço integrado em toda a cadeia de abastecimento de uma marca.

Apelidada de Spoke, esta plataforma, segundo a HUUB, “gere interações de ponta a ponta, desde fornecedores a clientes finais (B2B ou B2C), em mais de 123 mercados” e, para além disso, “recolhe, analisa e partilha dados estratégicos e personalizados sobre o fluxo de mercadorias e tendências do setor, dotando as suas marcas de informação que lhes permite tomar decisões de negócio mais eficazes”.

Agora, esta empresa da Maia pretende investir dois milhões de euros para dar os próximos passos, sendo um deles a contratação de 30 novos profissionais. A busca por sangue novo não passa só pelo recrutamento de engenheiros tecnológicos — como Software Engineers, Frontend e Backend Engineers —, mas também de Product Managers, de responsáveis pela infraestrutura dos dados, recorrendo a Data Engineers, e ainda de Data Scientists para reforçar o braço de inteligência artificial.

Segundo a HUUB, em comunicado, este “leque de contratações” terá “como alvo não só o talento nacional, mas também o mercado internacional”, sendo que “o desafio passa por colocar todo o talento dos atuais e futuros colaboradores alocado aos serviços core da empresa”.

Outro dos destinos deste investimento passa pelo desenvolvimento tecnológico, prevendo a startup continuar a desenvolver a sua plataforma com “uma arquitetura de micro serviços que irá permitir escalar a solução.” Para além disso, a HUUB tem trabalhado para alargar a sua rede de integrações — contando com o apoio de empresas e serviços como o Shopify ou a Maersk —, por forma a “dar resposta às necessidades das suas marcas de moda desde a produção ao envio final”.

Por fim, uma fatia do investimento de dois milhões será ainda alocada ao “reforço dos recursos de apoio às equipas que irão acomodar e assegurar o futuro tecnológico da HUUB”, garante a empresa, sendo algumas destas soluções passam pela a Amazon Web Services e a Google Cloud Platform.

Este anúncio vem na senda de um ano particularmente bom para a HUUB. Em maio, a empresa portuguesa obteve o financiamento de 1,5 milhões de euros junto da gigante da logística Maersk, concluindo a sua fase de investimento “seed” com um total de 4,35 milhões angariados. Já em julho, foi nomeada para os prémios The Europas Awards — evento patrocinado pela publicação TechCrunch — na categoria “Hottest FashTech Startups”, centrada na área da tecnologia e da moda.

Origem
SAPO24
Mostrar Mais

Artigos relacionados

Back to top button
Close